25.1.15

A Coruja é a Coragem, a Vontade do Coração

"As aves, por serem consideradas os seres mais próximos dos deuses, foram, conforme suas características e atribuições, associadas a eles. (...) À atenta coruja coube a companhia da sábia Atena.
Vemos a imagem da coruja, símbolo de uma vigilância constantemente alerta, nas mais antigas moedas atenienses. A coruja, em grego 'gláuks' 'brilhante, cintilante', enxerga nas trevas. (...)
Em latim é Noctua, 'ave da noite'. Noturna, relacionada com a lua, a coruja incorpora o oposto... solar. Observem que Atena é irmã de Apolo (Sol). É símbolo da reflexão, do conhecimento racional aliado ao intuitivo que permite dominar as trevas. (...)
A coruja é uma excelente conhecedora dos segredos da noite. Enquanto os homens dormem, ela fica acordada, de olhos arregalados, banhada pelos raios da sua inspiradora Lua.
(...) Eis a ave da deusa da Sabedoria e da Justiça: atenta coruja, cujo pescoço gira 360º, possuidora de olhos luminosos que, como Zeus, enxergam 'O todo'."
A Coruja é a Coragem, a Vontade do Coração - o Sentir de Peixes que roda a 360º!


"Por sua vez, Platão identifica Atenas, patrona dos atenienses, virgem guerreira e que ensinou as mulheres a arte de fiar e tecer, com Neit, deusa da Líbia, remontando à época anterior ao patriarcado..." Dalila Pereira da Costa
Atena ou Atenas vem da época do matriarcado...