31.1.15

A Saudade é essa união improvável entre a tempestade e a calmaria

Saudade é Desejo e Dor segundo Teixeira de Pascoaes
A Saudade é essa união improvável entre a tempestade e a calmaria
A tempestade é o desejo... a calmaria é o ser que surge da dor... de não poder realizar o desejo
A Saudade é essa união impossível entre o rápido e o lento, entre o ar e a água - a luz divina!
O ser saudoso traz a casa às costas como o caracol... a casa do sentir... traz o círculo espiralado do universo

 O ser saudoso é sal doce...

A alma não respira, espirala...
 
O mais 'giro' da tempestade que é o desejo é que aquilo que ela busca, mais profundamente, é ser calmaria, isto é, ela deseja, no fundo, não ser satisfeita :P porque só com a dor ela volta para dentro e é o que é... para sempre
Por isso que o amor sem obstáculos ao desejo tende a terminar em pouco tempo
 

O desejo é o grande obstáculo ao amor calmo da alma, ao amor que doura
Daí que os obstáculos são necessários para que o amor sereno se manifeste e faça a festa do ser e não do desejo de ser
O desejo nasceu para morrer e renascer como ser


O Tempo é desejo... de ser Eternidade
A mente é desejo... de ser Coração
Enquanto o desejo, mais encoberto ou menos, estiver ativo em ti não conseguirás ver nem viver - AMAR!
 O Passado é o ser, o Futuro é o desejo... de ser o Passado, isto é, Presente eterno
O Pai é o ser, o Filho é o desejo... de ser o Pai, isto é, Espírito Santo
O olho é o ser, a boca é o desejo... de ser o olho, isto é, a essência pura...
O silêncio é o ser, a palavra é o desejo... de ser silêncio, isto é, luz!
A natureza é o ser, a sociedade é o desejo... de ser natureza (!), isto é, divina