26.1.15

É preciso não arrancar a raiz eterna da criança: as asas do sentimento

Toda a criança nasce puro sentimento!
É preciso não arrancar a raiz eterna da criança: as asas do sentimento
Atenção, não é do desejo, é do sentimento, é do ser que é! É do ser uno! Que sabe desejar, que sabe querer como a vida: que sabe criar a vida!