29.1.15

O homem nasce de ser 2, de ser o pai e a mãe, e depois esquece-se...

O homem nasce de ser 2, de ser o pai e a mãe, e depois esquece-se, e acha que é só 1... ele é 1, é 1 que é 2... e isso é ser Deus - Deus é Dois que são Um

 
r sempre esse 2 significa ser-se a si e ser a vida como 1... não é apenas ser-se a si e a Amada... por isso é tão importante a perda da Amada... a perda aceite, não revoltada (não como a de Ernest Hemingway), porque aí o homem se lembra de novo que é 2, e ser 2 é, fundamentalmente, ser tudo e nada!
A canção 'Vinte e nove' dos Legião Urbana fala de alguém que perdeu o seu grande amor e assim alcançou o anjo em si
O Anjo é 2, é Deus, porque é 1 com a Vida - com a Visão da Vida!

http://youtu.be/XWJuAhNz39g
O problema de Ernest Hemingway é, de certa forma, o problema do americano do norte e do seu orgulho doentio: sem ligação ao sentimento universal do ser