27.1.15

A aventura de desvendar a saudade profunda tem como prémio a união com a beleza divina!

Na verdade, só há sono e sonho (a vigília é a continuação do sonho ou, então, é o regresso ao sono sem sonho)
Sono é ver a vida sem beleza, sonho é ver a vida com beleza
Quem pode querer dormir quando a vida é a beleza que é!
Só dá para querer adormecer: sonhando-a!
Sim, porque o grande descanso da alma vem de se sonhar, não de dormir!...
Sonhar ilumina-a e sossega-a... na luz!
O sonho é o sono de luz, que se iluminou, que acordou para a beleza da cor da vida!

http://youtu.be/0WJyMa_WMvk
O Desejo do Mar é dormir sonhando: unir a sombra à luz!

"A aventura de desvendar o mar profundo, tem como prémio a união com a Amada: Ninfa ou Pátria. E o périplo se fecha, em círculo perfeito, com a entrada no Tejo ameno.
(...) a contemplação viva do rosto da amada, será para estes poetas, já como a contemplação de Deus nesta vida, Deus se revelando pela sua beleza."
Dalila Pereira da Costa
A aventura de desvendar a saudade profunda, tem como prémio a união com a beleza divina!

 
"Ó Saudade! Ó Saudade! Ó Virgem Mãe,
Que sobre a terra santa portuguesa,
Conceberás, isenta de pecado,
O Cristo da Esperança e da Beleza!"
Teixeira de Pascoaes