16.2.15

Não há quem seja mais nós mesmos do que quem nos fez bem...

A mente esquece quem lhe fez bem, a alma jamais
Esquecer de quem nos fez bem é esquecermo-nos de nós mesmos, porque não há quem seja mais nós mesmos do que quem nos fez bem... do que quem nos criou bem...
http://youtu.be/tjYPOBwPGpQ
Aquela alma que te viu de modo tão semelhante ao de Deus ou da Deusa que te criou, como esquecer?

 
Caranguejinha que sou (ou estou), o Passado vive-me nos poros e o que mais dói é ver que as pessoas se esquecem... se zangam com quem um dia lhes fez bem... o pior do esquecimento é a ingratidão
Às vezes não é zangar sequer... é apenas aquela falta de brilho no olhar ao nos olhar...
"Não te lembras de quando a gente andava nas estrelas?"
Sim, o Passado é uma estrela, não vês as estrelas no céu à noite? Elas são todas o nosso Passado, a verdadeira luz, a que nasce diretamente da noite sem dela se separar
http://youtu.be/pnipW5naaFo
Gratidão que é gratidão reconhece o ser a quem estamos gratos como criador da existência, logo, toda a existência é digna de gratidão