4.2.15

O misterioso da saudade

O misterioso da saudade é, à medida que entramos nela, não sabermos mais se somos nós que a sentimos ou se é ela que nos sente a nós... se somos nós que sentimos saudade de ser divinos (inteiros) ou se é o ser divino que sente saudade de nós

http://youtu.be/Gi4lpL9ZAls


"Gritando minh'alma se veste de nua, tua, lua
(...)
Esta sede é minh'água, esta fome me alimenta de beleza tua, de beleza nua
Hummm hummm hummm..."

Só a mulher que se veste de nua, de lua, se pode vestir de sol, de luz