12.2.15

Sei-o graças à saudade

Tudo o que sei de valioso, sei-o graças à saudade, ela que é o amor que venceu a morte e o tempo
É ela que me devolve a visão e o sentido perdidos, que me leva a perdoar-me... e a agradecer-te