27.3.15

Não se pode tocar na Vida como não se pode tocar na Luz, só ser

O Amor é a profundidade da Vida, a Vida é a superfície do Amor
O Amor é a alma da Vida, a Vida é o corpo do Amor
Quando alma e corpo se reconciliam, iluminam-se, são o Espírito
A Música é a profundidade da Luz, a Luz é a superfície da Música

"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens." João 1:1-4
No princípio era o Verbo... e o Verbo era o Amor... em Balança
E, por ser Amor, nele estava a Vida, e a Vida era o Sol... de Aquário

A Vida deixou de ser a luz dos homens porque o Amor deixou de ser a Música que eles tocam... como não se ouvem profundamente não sabem tocar na superfície da Vida: Viver
"Agi sempre para dentro... Nunca toquei na vida..." Bernardo Soares

Saber tocar na Vida é saber... não tocar nela, só sê-la, de modo a que sejamos selados a ela de novo e para sempre
Não se pode tocar na Vida como não se pode tocar na Luz, só ser
O Amor age para dentro (Marte em Peixes): nunca toca na Vida e, assim, nunca a prende, liberta-a (Vénus em Aquário)

Essa é a dor do Amor, não poder tocar na Vida, mas só assim ele lhe dá o poder de brilhar... e brilhando a Vida em todo o seu esplendor, ele pode enfim ser ela, sempre