30.3.15

Resgatar o Leão do fundo do Mar para o Céu...

Não viemos da Era de Peixes propriamente dita, mas da Era dos Peixes Perdidos
É que às vezes é preciso perder-se na sombra para se reencontrar na luz, é preciso resgatar o Leão do fundo do Mar para o Céu...
"We're just two lost souls swimming in a fish bowl"
É que sem conhecer Aquário, Peixes não tem como chegar a si próprio... sem conhecer o Aquário que é a sua Vida, o seu Amor continua sendo dado como morto
https://youtu.be/DPL_SV3n7IU

O Leão do fundo do Mar, de Escorpião, é o 'Camaleão'... aquele que muda de cor... que revela a verdadeira luz
Sem Aquário, Peixes ama todo o mundo, mas sem conseguir amar ninguém... Aquário é o que permite amar alguém sem deixar de amar todo o mundo... o que permite amar através de nós próprios... pois nós somos esse 'ninguém' que faltava amar... sombrio e incompreendido... que por isso é apelidado de ninguém...
Aquário é o limite que faltava a Peixes... o limite que não prende... o limite que é o próprio Céu

A luz é o limite que a sombra não alcançou e, por isso, não compreende sequer o que faz...

A verdadeira consciência (o verdadeiro Sol) limita o inconsciente (a Lua), libertando-o

A nossa ânsia por um limite é tão grande como a nossa ânsia por liberdade... e aí vem Aquário, unindo o limite de Saturno à liberdade de Urano e nos socorrer do tão contraditório Peixes
Sem o outro em nós (o outro 1 do 1 que somos) não é possível encontrar o nosso limite de luz... permanecemos na sombra... falsamente limitada...
A mente é o falso limite da sombra... a luz não precisa de limite, ela é o seu próprio limite
Em Aquário, 1 + 1 = 1 ... esse é o propósito do Amor Original... unir os opostos na luz